quinta-feira, 13 de março de 2008

Agradecimentos...

IVAN OBRIGADA!!!!

Obrigada por nos deixar gravar e divulgar o show, obrigada pelas fotos, pelo carinho, pela oportunidade que nos deu de conhecer novos talentos... Obrigada á todos da banda: Péricles Carpegiane (bateria) que sempre foi um fofo... Vinicius de Loiola (violões) que é caracterização da simpatia... Diego Rodda (percussão e vocal) que nos emocionou na interpretação de “Todos o Dias”... Rogério Matias (teclado e vocal) o cara tímido mais simpático que eu já conheci...

Obrigada à todo pessoal do "Teatro Ópera Buffa" (Paulo, Bárbara, Yuri, Fábia, LeandroI, Helton, LeandroII e todos os outros que nos proporcionaram momentos incríveis enquanto esperavamos o início do show.. valeu gente...!!!

Ah, já ia me esquecendo... Galera, valeu pelas fotos: Jacqueline Andrade, Camila Bellatini, Lili ( o fotolog do Ivan), Mih e tantos outros que eu esqueci de pegar os nomes, mas é só me avisar que eu dou-lhes o credito ok...

Roubei algumas fotos dos álbuns do orkut também: Ivan Parente, Diego Rodda, Rogério Matias, Vinicius de Loiola e Pericles Carpediane, e tantas outras em alguns sites que eu encontrei..

Agradecimento mais que especial para a Dani do blog "Inadequada para a Sociedade" (http://danisponja.blogspot.com/), que me ensinou a postar as músicas!!!!

GALERA... VALEU MESMO!!!!

sábado, 8 de março de 2008

1º SHOW IVAN PARENTE - TEATRO ÓPERA BUFFA - 15/01/2008

Como não gravei esse show, peguei "emprestado" o video que eu ganhei da queridissima Mãe Yara... dá pra ter uma idéia de como esses shows foram maravilhosos....
O cd que ela me deu tem varias coisas, que eu vou colocando no decorrer do blog, nesse video dá pra sentir o clima dos shows....




video

Link dos Videos do Primeiro Show -
UMA NOVA CANÇÃO
http://br.youtube.com/watch?v=KWK2OedVjms

SAUDADE
http://br.youtube.com/watch?v=aGnIWnwIzlw

O ANJO MAIS VELHO
http://br.youtube.com/watch?v=lDgFmv_1gmw

A PRIMEIRA VEZ
http://br.youtube.com/watch?v=8UBTLB_cLqM

ERA ENTÃO
http://br.youtube.com/watch?v=h2KtqXeQPRI

BIZARRE LOVE TRIANGLE
http://br.youtube.com/watch?v=IQV6OG3t2gc

O ARCO-ÍRIS QUE EU ROUBEI
http://br.youtube.com/watch?v=Zvehe4QfPHI

BECAUSE THE NIGHT
http://br.youtube.com/watch?v=CLVAexjci2g

2º SHOW IVAN PARENTE - TEATRO ÓPERA BUFFA - 29/01/2008


UMA NOVA CANÇÃO

(Ivan Parente)


Deixa estar, meu coração.

Aí vai você de novo... uma nova direção.

Deixa estar, meu coração.

Começar tudo de novo... escrever uma nova canção.

Já que acordei mesmo e perdi o final do sonho.

Vou levantar e fazer café.

Espantar este vazio da fome de tudo aquilo que eu quis tanto viver e já que acordei mesmo.

Vou levantar e me fazer feliz.

Prestar atenção na estrada... nas entradas que eu deixei passar

Vou parar de cantar a sua canção.

Me deixar levar pra longe da escuridão.

Vou voltar a fazer rimas até me cansar.

Me levantar e descobrir que ainda posso sonhar.

Deixa estar, meu coração.

Aí vai você de novo... uma nova direção.

Deixa estar, meu coração.

Começar tudo de novo... escrever uma nova canção.

Já que eu te perdi mesmo... e acordei no melhor do sonho.

Vou levantar e fazer café.

Me manter acordado esperando o príncipe encantado e eu quis tanto te ter.

E já que eu te perdi mesmo.

Vou levantar e me fazer feliz.

Esperar o sono voltar pra quem sabe um dia sonhar de novo.

Vou parar de cantar a sua canção.

Me deixar levar pra longe da escuridão.

Vou voltar a fazer rimas até me cansar.

Me levantar e descobrir que ainda posso sonhar.

Deixa estar, meu coração.

Aí vai você de novo... uma nova direção.

Deixa estar, meu coração.

Começar tudo de novo... escrever uma nova canção.

09/12/2002

A PRIMEIRA VEZ

(FÁBIO OCK)

A primeira vez que te vi, te ouvi, senti, que acontecia algo

Que eu não pude explicar

A segunda vez que te vi, foi como se fosse , como se fosse a primeira vez

Te ver e ouvir, te sentir no meu peito, no meu peito

Quando te encontrei, te proclamei minha inspiração

E sem notar eu te vi de novo

A terceira vez que te vi, só desejei um acordo...

Te ver de novo, mais uma vez

E cada vez que te vejo, parece a primeira vez

Mais uma vez, e cada vez que te vejo...

A primeira vez que te vi, te ouvi, senti, que acontecia algo

Que eu não pude explicar

A segunda vez que te vi, foi como se fosse , como se fosse a primeira vez

Te ver e ouvir, te sentir no meu peito.... No meu peito

Quando te encontrei, te proclamei minha inspiração

E sem olhar eu te vi de novo

A terceira vez que te vi, só desejei um acordo...

Mais uma vez, mais uma vez, mais uma vez...

Te ver de novo.... Mais uma vez, mais uma vez...

E cada vez que te vejo, parece a primeira vez

Mais uma vez, mais uma vez, e cada vez que te vejo...

Parece a primeira vez.



Fala 01:
Ivan: Boa noite!!!
Plateia: Boa noite!!
Ivan: Queria agradecer a presença de todos... Olha, minha família está aqui, palmas pra eles! Amigos muitos queridos, muito obrigado, muito obrigado por estarem aqui hoje, Nabia Vilela está aqui gente, um prazer, olha, delícia.. Ah.. é isso gente, éh.. não tenho que dizer nada agora, eu tenho que dizer depois... Eu tenho que dizer agora? Ah, dizer que esse show, éh, ele é todo, fala sobre uma coisa específica, sobre amores que começam, amores que vão embora, amores que começam, amores que vão embora, amores que ficam pra sempre, éh... Não fala de nada que a gente não saiba, nós que somos seres humanos especiais, éh, sabemos que o amor vai, se o amor tem que ficar fica, não importa se você vai ficar junto ou se não vai ficar, mas tem aquela pessoa que você fala assim: "'Ãhn, vai ser pra sempre!'. Então deixa ser pra sempre, porque precisar, "Não, sai da minha vida!!" Não precisa, então é sobre isso que eu estou falando nesse show assim, eu não vim aqui pra subtrair, eu vim aqui pra somar...

http://rapidshare.com/files/100752632/FALA_01_-_SHOW_02.mp3.html

O QUE A VIDA CONGELOU



O QUE A VIDA CONGELOU

(Ivan Parente)


Alguns dias depois de fortes ventos.

Uma brisa me acaricia o rosto.

Alguns dias depois de fortes ventos.

Ventos leves trazem calma à minha alma.

Alguns dias depois de fortes ventos.

Finalmente um anjo aparece.

E traz leves ventos, brisa, calma à minha alma.

Depois de fortes ventos dentro do meu coração.

A paixão é como um Sol que a gente deixa brilhar.

Vem pra queimar, pra renovar o que a vida deixou pra lá.

Você chegou e se instalou sem explicação.

E sem saber deixou queimar e renovou o que a vida congelou.

Alguns dias depois de fortes ventos.

Finalmente um anjo aparece.

Tranqüilizando a rima, os verbos e toda a inspiração.

Deixando perguntas sem respostas e vazio dentro do meu coração.

Alguns dias depois de fortes ventos.

Finalmente um anjo aparece.

Alguns dias depois de fortes ventos.

Eu nem sei mais o que me fez deixar o Sol entrar.

A paixão é como um Sol que a gente deixa brilhar.

Vem pra queimar, pra renovar o que a vida deixou pra lá.

Você chegou e se instalou sem explicação.

E sem saber deixou queimar e renovou o que a vida congelou.

30/10/2002


Fala 02:
Ivan: Tem gente que tem essa função na nossa vida né, fazer tudo descongelar... E o coração volta a funcionar, e é uma delicia né, sentir... amar é muito bom, seja qual forma de amor, mas amar é muito bom, quando tem essa sensação descongelando o coração, eu acho que, ãhnnn.... e o mundo parece melhor, o sorriso é facil de vir né. Vocês sabem do que eu estou falando, porque eu estou vendo um monte de gente rindo ai...

Platéia: (risos)

Ivan: Só que tem vezes...

Diego: Oi...

Ivan: Oi tudo bom?... Tem vezes que... Ah tem vezes que não é legal né, ai fica uma sensação ruim, e é normal né, éh... mas não vai matar a pessoa por causa disso né.. não é? Se ela morrer vai fazer o que... ela pode morrer.. Nossa que introduçaõ pra musica né.. criativa, então...
http://rapidshare.com/files/100752457/FALA_02_-_SHOW_02.mp3.html

ERA ENTÃO + NÃO REPARE A BAGUNÇA

ERA ENTÃO

(Ivan Parente)


Era mais fácil esquecer.

Era mais fácil decidir.

Quanto mais eu tinha mais faltava.

Enquanto eu tinha o reino eu ansiava o Céu.

Era mais fácil esquecer ou decidir.

Era mais simples te perder.

Era mais simples te destruir.

Quanto mais palavras, mais sabia que o eterno incerto me cobria, então...

Era mais simples te perder ou destruir.

Sim! Tão triste fim.

Era mais fácil eu me arrepender.

Era mais simples te entender.

Era então viver tão triste fim.

Era mais fácil eu me arrepender.

Era mais simples te entender.

Era então viver.

Sonho destruído!

Um inimigo ao meu ouvido a me dizer.

Era mais fácil eu entender!

Era mais simples eu ser você.

Sim! Tão triste fim.

Era mais fácil eu me arrepender.

Era mais simples te entender.

Era então viver tão triste fim.

Era mais fácil eu me arrepender.

Era mais simples te entender.

Era então viver.

1995


Fala 03:

Ivan: É agora né..



NÃO REPARE A BAGUNÇA

(Ivan Parente/Vinicius de Loiola)

"Aguardando Liberação"

3ª FALA:

Ivan: Éh, essa música é do Vinicius de Loiola...

Vinicius: E do Ivan Parente!!!

Ivan: Éh, letra e música, música e letra, letra e música, aquela coisa toda. Eu ‘to’ cantando a partir de agora, assim... músicas... composições minhas, eu estou testando algumas coisas, e vocês são as cobaias... Ué gente, tudo bem né. Éh, mas também se não gostaram, também não fiquem falando lá, que vocês não gostaram.... Pois é... Eu estava falando antes que tem gente que entra na nossa vida e a gente tem certeza que ela vai ficar pra sempre, né. Aí você levanta de manhã, e faz assim: ‘puta que pariu’... A primeira coisa que você lembra é dessa pessoa, ou dessas pessoas. Fora pai e mãe, que pai e mãe todo mundo tem que pensar todo dia né... Né mãe?

Vinicius: Que orgulho hein...

Ivan: Vocês estavam aqui? Não, brincadeira. Os pais do Vinicius também estão aqui, oh, Isabel...

Vinicius: Oi mãe, que orgulho...

Ivan: Éh... E eu tenho essas pessoas e graças a Deus, muitas delas estão aqui hoje, pessoas que eu posso dizer: 'só enquanto eu respirar, eu vou lembrar de vocês'. Eu posso dizer isso também, e eu vou dizer isso, pra minha banda, que é minha banda aqui, que eu queria uma salva de palmas pra eles, e apresentar pra vocês: Péricles Carpegiane, na bateria, guardem esse nome, Vinicius de Loiola, nos violões e vocais, Rogério Matias, nos teclados e vocais, Diego Rodda na percussão e vocal...

http://rapidshare.com/files/100756772/FALA_03_-_SHOW_02.mp3.html

FERNANDO ANITELLI


Ivan:...E no jornal saiu assim: ‘essa banda e umas surpresas’... Mais ai, o lugar é tão pequeno que todo mundo sabe a surpresa que vai ser né... Vê passando ai, vê tomando água. Mas eu queria dizer que essa pessoa que eu vou chamar hoje ao palco, não tem nem o que dizer assim, eu estudei com ele há muito tempo atrás na faculdade, fizemos faculdade juntos de Publicidade e Propaganda, e lá a gente montou uma banda, e foi graças a ele que eu voltei a cantar, que eu tava meio assim: ‘ah não quero cantar mais e não sei o que’, isso há um tempo atrás, uns 12, 15, uns 17 anos atrás, uns 10 anos atrás... Mentira”

Platéia: Menos!! .

Ivan: Aliás, tem um pessoal da faculdade ai não tem?

Platéia: Tem...

Ivan: Tem, o pessoal, vocês falam, vocês são burros, porque podia passar por mais jovem... Não que eu seja velho entendeu. Éh, então esse cara, mudou minha vida assim, literalmente, claro assim, que eu , enfim, eu não conseguiria fazer outra coisa, senão cantar, fazer arte, mas se não fosse ele, muitas dessas coisas que aconteceram na minha vida não teriam acontecido. Eu queria chamar ao palco, meu amigo, meu irmão Fernando Anitelli...Gente... Nu em pêlo, sem maquiagem, muito pêlo né... Desculpa, eu errei, mas é isso, esse é o Fernando Anitelli.

Fernando: Eu estou muito feliz por estar aqui, cortando já o Ivan...

Ivan : Espera um pouco que tem um microfone pra você, não, não, não, mas , éh...

Fernando: Ele mentiu quando ele falou que a gente estudava na faculdade, a gente não estudava na faculdade...

Ivan: Que isso Fernando como assim?

Fernando: A gente não estudava naquela faculdade.

Ivan: É verdade isso, Cristine, Joice?

Fernando: Absolutamente fazendo aquela coisa de um leva o violão na hora do intervalo, vamos ver o que o outro está cantando e tal não sei o que...

Ivan: Acho que está longe aqui pra ele não ta...

Fernando:... Ai certa vez a gente fazendo uma passagem de som de violão na classe, tem isso né quando o professor sai, a gente fica fazendo um negócio assim:


MORE THAN WORDS

(GARY CHERONE / NUNO BETTENCOURT)

Saying I love you

Is not the words I want to hear fron you

It’s not that I want you

Not to say, but if you only knew.....

4ª FALA:

Ivan: E o Fernando estava lá na sala e começou a tocar, e eu comecei a cantar lá no fundo, porque eu era tímido naquela época ...

Platéia: (rs)

Ivan: Eu não estou entendendo, o pessoal da faculdade veio justo hoje vocês vieram ver, eu cantando essa música. E cantando lá fundo ele : 'quem ta fazendo essa segunda voz'? ...

Fernando: ...Meu pai me disse assim: 'Filho você vai encontrar alguém na faculdade que vai fazer duetos com você'. Pai você virou um profeta. E ai surgiu o Ivan cantando essa canção assim:

THE BOXER

(PAUL SIMON)

I am just a poor boy, though my story's seldom told.

I have squandered my resistance,

For a pocketful of mumbles, such are promises.

All lies and jest.

Still a man hears what he wants to hear and disregards

the rest.

mmmmm...mmmm.

5ª FALA:

Fernando: E por ai vai...

Ivan: Ai ele se apaixonou por mim, eu me apaixonei por ele, o pai dele quase chorava, meu pai e minha mãe então...

Fernando: Não era pra falar isso Ivan, isso era outras das umas das surpresas que ele ia revelar isso era , né, que estava no jornal era isso, nossa paixão, era isso?

Ivan: Era...

Fernando: Surgiu madalena 19, uma banda que perdurou durante um tempo, e aí a gente resolveu trilhar caminhos, em uníssono, porém cada um ali, em paralelo...

Ivan: Sem deixar de se amar.

Fernando: Exatamente, e ai Ivan Parente é sempre convidado ao Teatro Mágico e eu sou convidado pras apresentações do Ivan parente, e fico muito feliz com isso.

Ivan: E a gente não vai deixar de fazer isso nunca, acho que tem que somar...

Fernando: Ah seu pai veio hoje!

Ivan: Eu falei pra você que ele estava aqui gente!

Fernando: Esse rapaz sempre chora quando a gente canta, se você olhar ali no olho dele tem lágrimas.

Ivan: Deixa eu falar, eu cheguei lá dentro e falei assim: 'ah eu vou fazer um show mais profissional, menos'...

Fernando: Menos família.

Ivan: Gente eu não consigo gente, eu acho que eu tenho que fazer show sempre assim, vocês se importam de ser sempre assim?

Platéia: Não.

Ivan: É mais legal não é, assim, enfim... Eu tenho que acertar a letra, que no youtube colocaram e eu estou cantando a letra errada.

Fernando: É verdade...


O ANJO MAIS VELHO


O ANJO MAIS VELHO

(Fernando Anitelli)

Enquanto houver você do outro lado aqui do outro eu consigo me orientar

A cena repete, a cena se inverte enchendo a minh'alma

Daquilo que outrora eu deixei de acreditar

Tua palavra, tua historia, tua verdade fazendo escola

Tua ausência fazendo silencio em todo lugar

E o fim, é belo e incerto , depende de como você vê

O novo o credo, a fé que você deposita em você é só

Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você

Só enquanto eu respirar

Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você

Só enquanto eu respirar... Só enquanto eu respirar

Enquanto houver você do outro lado aqui do outro eu consigo me orientar

A cena repete, a cena se inverte enchendo a minh’alma

Daquilo que outrora eu deixei de acreditar

Tua palavra, tua historia, tua verdade fazendo escola

Tua ausência fazendo silencio em todo lugar

Metade de mim agora é assim, de um lado a poesia e o verbo, a saudade

Do outro o luta, força e coragem pra chegar no fim

E o fim, é belo e incerto depende de como você vê

O novo , o credo, a fé que você deposita em você e só

Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você

Só enquanto eu respirar

Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você

Só enquanto eu respirar... Só enquanto eu respirar

Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você

Só enquanto eu respirar... Só enquanto eu respirar

Só enquanto eu respirar, só enquanto eu respirar

Só enquanto eu respirar, só enquanto eu respirar

Só enquanto eu respirar, só enquanto eu respirar...

6ª FALA:

Ivan: Amo, amo demais... Foi bonito né... Dei até uma choradinha...

Fernando: Tem pra quem puxar mesmo né.

Ivan: Família piscina... A próxima canção, vocês conhecem um pedacinho que a gente faz no show, mas aqui a gente vai fazer inteira... Ajudou alguma coisa?

Platéia: Não...

http://rapidshare.com/files/100809395/FALA_04_-_SHOW_2.mp3.html

BIZARRE LOVE TRIANGLE

(Bernard Albrecht/Gillian Gilbert/Peter Hook/Stephen Morris)

Every time I think of you
I feel a shot right through into a bolt of blue
It's no problem of mine but it's a problem I find
Living a life that I can't leave behind
There's no sense in telling me
The wisdom of a fool won't set you free
But that's the way that it goes
And it's what nobody knows
And every day my confusion grows
Every time I see you falling
I get down on my knees and pray
I'm waiting for that final moment
You'll say the words that I can't say
I feel fine and I feel good
I'm feeling like I never should
Whenever I get this way, I just don't know what tosay
Why can't we be ourselves like we were yesterday
I'm not sure what this could mean
I don't think you're what you seem
I do admit to myself
That if I hurt someone else
Then I'll never see just what we're meant to be
Every time I see you falling
I get down on my knees and pray
I'm waiting for that final moment

You'll say the words that I can't say

7ª FALA:

Ivan: Essa música é uma delícia que dá vontade de cantar mais de 10 vezes né, parece que...

Fernando: ...Tocar pandeiro mais de 10 vezes também

Ivan: Não na verdade continuar, cantando, cantando, mais é isso... Agora... Agora na verdade a gente vai fazer uma surpresa pro Fernando...

Fernando: Ui...

Ivan: Éh... Vamos tocar outra sua? Vocês se importam?

Platéia: Não...

Ivan: Depois vocês ouvem mais músicas minhas, tem mais 30 músicas...Ué gente até uma ou duas da manhã..

Fernando: Aqui tem a lei do PSIU, mas se a gente tocar baixinho não tem problema algum, até as três da manhã, a gente já conseguiu isso a semana passada.

Ivan: A gente conseguiu isso na semana passada e todo mundo ficou... Teve um lanche lá fora... Foi ótimo, não foi?

http://rapidshare.com/files/100791627/FALA_05_-_SHOW_02.mp3.html


A FÉ SOLÚVEL

(Fernando Anitelli)

É me esqueci da luz, da cozinha acesa, de fechar a geladeira

De limpar os pés, me esqueci Jesus, de anotar os recados

Todas janelas abertas, onde eu guardei a fé em nós

Meu café em pó solúvel, minha fé deu nó

Minha fé em pó solúvel

É meu computador, apagou minha memória, meus textos da madrugada

Tudo o que eu já salvei, o tanto que eu vou salvar

Das conversas sem pressa, das mais bonitas mentiras

Hoje eu não vivo só em paz, hoje eu vivo em paz sozinho

Muitos passarão, outros tantos passarinhos, muitos passarão

Outros tantos passarinhos

Que o teu afeto me afetou é fato, agora faça-me um favor (x2)

Por favor, por favor, por favor...

É me esqueci da luz, da cozinha acesa, de fechar a geladeira

De limpar os pés, me esqueci Jesus, de anotar os recados

Todas janelas abertas, onde eu guardei a fé em nós

Meu café em pó solúvel, minha fé deu nó, minha fé em pó solúvel

É meu computador, apagou minha memória, meus textos da madrugada

Tudo o que eu já salvei, e o tanto q eu vou salvar

Das conversas sem pressa, das mais bonitas mentiras

Hoje eu não vivo só em paz, hoje eu vivo em paz sozinho

Muitos passarão, outros tantos passarinhos, muitos passarão

Outros tantos passarinhos...

Que o teu afeto me afetou é fato, agora faça-me um favor

Que o teu afeto me afetou é fato, agora faça-me um favor

Por favor, por favor, por favor, por favor....

...Every time I see you falling
I get down on my knees and pray
I'm waiting for that final moment

You'll say the words that I can't say...

8ª FALA:

Ivan: Fernando Anitelli!!

Fernando: Ivan Parente!!

Ivan: Essa mú... essas duas... bla, bla, bla.. Essas duas músicas, ‘O Anjo mais Velho’ e ‘A Fé Solúvel’ são músicas do Fernando Anitelli, que é foda né gente, como que vai compor uma porra dessa? Dá vontade de bater nele né.

Rogério: Não... Foi um elogio.

Ivan: Foi um elogio, as pessoas já entenderam que foi um elogio... Então, agora, vamos lá... Perai que eu preciso tomar uma água... Se eu lembrar a letra... Se vocês colocaram isso no Youtube eu dou na cara de vocês... Ih gente, olha ali óh... Vamos lá?

http://rapidshare.com/files/100792053/FALA_06_-_SHOW_02.mp3.html

O ARCO-ÍRIS QUE EU ROUBEI


O ARCO-ÍRIS QUE EU ROUBEI

(Ivan Parente)


Posso ver aqui de cima.

Mas eu quero ver aqui de cima.

Sou capaz de voar.

Essa história que nasceu do vôo alto sobre as nuvens que não me deixavam ver além.

Nasceu do arco-íris que eu roubei pra te presentear.

É tarde!

Vou me entregar!


Estou preso!


Posso ver aqui de cima.

Eu quero ver aqui de cima.

Sou capaz de voar.

Minha asa fraquejou.

Resolvi escorregar pela cor amarela do arco-íris que eu roubei pra te presentear.

Se eu tiver sorte, meu Deus!

Se eu ainda tiver sorte no fim do arco-íris o pote de ouro vou achar.


Estou preso!

Não era minha hora, meu Deus!

Quando será a minha hora?

Bati os pés na terra e o pote de ouro não estava lá.

Não tenho escapatória, meu Deus, pois além do arco-íris eu roubei um beijo curto.

Vou me entregar!

Estou preso!

Posso ver aqui de cima.

Eu quero ver aqui de cima.

Sou capaz de voar.

Estou........

11/07/2004


9ª FALA:

Ivan: Porrada!!! Ih ... Ah, Fernando...

Fernando: Acabou?

Ivan: Sua participação sim... Mas ele pode voltar, ele podia sentar aqui ...Senta com a gente Fê. Quer uma cadeira pra ficar com a gente? Mas fica feio né, ficar assim né, oh...

Fernando: Também não quero mais... Vou pra não voltar...

Ivan: Obrigado Fê, Aêêê.. Palmas pro Fê... O Valtão.. Veio lá da terra do Teatro Mágico, mas está aqui com a gente, Edu Takayama, também na iluminação. Vocês não entenderam? A luz gente!!! É Edu Takayama gente!! Que é? Ixiii... Eu me confundo com essa letra um pouquinho ainda gente... Éh, to meio cego, devia ter vindo de óculos... Mentira. Não uso gente é verdade.

Vinicius: Pode ir?

http://rapidshare.com/files/100792119/FALA_07_-_SHOW_02.mp3.html


CADA NOVA MANHÃ

(Ivan Parente)

Cada nova manhã que inspira.

Essa força que me ergue.

A cada nova manhã que transpira.

Essa força que impulsiona.

A cada nova manhã que confunde.

Essa força que ilumina.

A cada nova manhã que protege.

A força que me rege a cada nova manhã.

A mistura das cores das palavras que eu escrevi.

A Transparência da minha alma que me fez sentir louco e profundo.

Louco e profundo?

Cada nova manhã este aroma de engano escondido no mistério das tuas águas vão te fazer pensar e com sorte vão te afogar.

Você vai me ver a cada nova manhã e vai se arrepender do que me fez passar.

Cada nova manhã.

De manhã!

Você vai viver pra ver cada nova manhã e eu vou sentir prazer vendo o tempo passar.

Cada nova manhã.

A cada nova manhã!


01/2001

SAUDADE

SAUDADE

(Ivan Parente)

Ah...

Se fosse a saudade, mas são teus olhos que me seguem, que me cegam.

Eu quero ver até onde eu puder.

Viver atropelando sem pensar.

Eu já pensei demais.

Eu já estive longe.

Longe demais, mas não importa!

O Que foi já é saudade e a saudade não tem volta.

Volta!

Não é sempre que se encontra amor assim.

Amor de verdade sem saudade.

Amor de não ter fim.

Eu já estive longe.

Longe demais, mas não importa!

O Que foi já é saudade e a saudade não tem volta.

Ah!

Que seja passado só quando a gente se for.

Que seja saudade apenas do amor que ficou, quando a gente se for.

Eu já estive longe.

Longe demais, mas não importa!

O Que foi já é saudade e a saudade não tem volta.


05/1999

11ª FALA:

Ivan: Essa música é triste né? Não é triste?

Platéia: Não... É linda...

Ivan: Obrigado, muito obrigado... Ai... Essa está no orkut, não é minha ta.

http://rapidshare.com/files/100809263/FALA_09_-_SHOW_02.mp3.html



BECAUSE THE NIGHT

(Patti Smith/Bruce Springsteen)

Take now, baby, here as I am

Hold me close, and try and undestand

Desire is hunger is the fire I breathe

Love is a banquet on which we feed

Come on now, try and understand

The way I feel under your command

Take my hand, as the sun descends

They can’t hurt you now can`t hurt you now, can’t hurt you now

Because the night belongs to lovers

Because the night belongs to us

Because the night belongs to lover

Because the night belongs to us

Have I a doubr, baby, when I`m alone

Love is a ring a telephone

Love is an angel, disguised as lust

Here in our bed ‘til the morning comes

Como on now, try and undestand

The way I feel under your command

Take my hand, as the sun descends

They can’t hurt you now, can’t hurt you now, can’t hurt you

Because the night belongs to lovers

Because the night belongs to us

Because the night belongs to lovers

Because the night belongs to us...

12ª FALA:

Ivan: Essa música é da ... Da Patti Smith e Bruce Springsteen... Ta tudo bem? Ah não... porque a gente fica preocupado, é da família né... Éh, você vem pra cá. Desculpa gente, é que... Ah ta ali ...

http://rapidshare.com/files/100814680/FALA_10_-_SHOW_02.mp3.html

TODOS OS DIAS


TODOS OS DIAS

(Ivan Parente)

Lá vai o homem que diz que não chora!

Ele passeia calmamente por aqui todos os dias.

Lentos passos marcados, quem passa ignora!

Movimentos leves em suas pegadas vazias.

Vazias!

Lá vai o homem que diz que não chora!

Não pede esmola a ninguém, não pára pra conversar.

Na frente da igreja pára. Olha e vira as costas!

E o silêncio metódico volta ao normal como todos os dias.

Olha tudo de longe!

Sente os ossos cansados. Estica seus braços e a rua silencia.

Pobre morte a do homem que sussurra seu grito e foge da sombra da noite com medo da vida.

Com medo da vida. Da Vida.

Que vida!

Diz que não chora o homem.

Chora quem não diz do sangue nas veias entregues aos abutres que dizem que nutrem.

Chora quem não diz do sangue na veia entregue aos abutres que fingem que nutrem e diz que não chora o homem.

Diz que não chora o homem.

Lá vai o homem que diz que não chora!

Não pretendo discutir o seu andar sem razão.

Entender pra que? Seu olhar longe e a reza pouca?

Na verdade! Quem é que precisa de um coração?

Olha tudo de longe!

Sente os ossos cansados. Estica seus braços e a rua silencia.

Pobre morte a do homem que sussurra seu grito e foge da sombra da noite com medo da vida.

Com medo da vida.

Da Vida.

Que vida!

Diz que não chora o homem.

Chora quem não diz do sangue nas veias entregues aos abutres que dizem que nutrem.

Chora quem não diz do sangue na veia entregue aos abutres que fingem que nutrem e diz que não chora o homem.

Diz que não chora o homem.

1997

13ª FALA:

Ivan: Diego Rodda!!

Diego: Ivan parente!

Ivan: Ahhh, é a última música... Samba da minha terra??

Vinicius: Essa é outra...Isso é outra coisa...

Ivan: Samba da minha terra... ‘O samba da minha terra que só tem gente bamba’...Mas não é essa no clima do show ... Essa música é pop rock... Éh a ultima música né, o que é isso daí... Não isso daí e o bis...Ah ...Que burro... Mas vamos fazer o seguinte, faz de conta , não tem que sair do palco e voltar porque perde tempo, uma vez eu vi isso com o Fernando Anitelli, ah a gente já fica aqui que não perde tempo porque vocês ficam chamando, ai da pra cantar mais, não e mais legal. Então a gente finge que vocês pedem bis e a gente fica aqui mesmo

Fernando + Platéia: Porque parou?? Parou porque??? Porque parou?? Parou porque??

Ivan: Isso tem cara de gente de faculdade, deve ter sido o Fernando ou o Bertaço que chamou ai, não é possível!

TODOS OS SEGUNDOS - Péricles Carpegiane


TODOS OS SEGUNDOS

(Péricles Carpegiane)


Você sempre me convida, pra voar com os pés no chão

Sempre olhar pra tudo sem cair

Quanto vale sua vida, seu sorriso, seu silêncio, suas rimas, todos os segundos

Se antes tudo era tão fácil,

Eu estou num mundo novo e todo dia é assim, eu prefiro ver a vida passar

Sem entrar nessa agonia será que você viria, se algum dia eu vier te chamar

Eu quero te levar pra um passeio no céu, te levar, pra um passeio no céu

Aceitar os seus abraços navegar no espaço esquecer toda preocupação

Eu não sei quem é quem sabe, mas com certeza sei que o esta por vir não é a perfeição

Se algum dia já foi fácil

Vem dizer pro seu espelho que há uma novidade, outra pessoa nasceu

Eu não sei o que é errado, mas te vejo com um passado sem coração

Se antes tudo era mais fácil,

Eu quero te levar pra um passeio no céu, te levar, pra um passeio no céu


Fala:

Ivan: Esta música, é de Pericles Carpegiane... Ele me mostrou e falou assim: "Ah Ivan tem uma música aqui, meu parece que, ficar legal você cantando isso, não sei, se você gostar, voce...". Gente, eu quase morri na minha casa,. quando eu ouvi a musica tem tudo a ver com o show, tem tudo a ver com arco-íris, tem tudo a ver com o céu, tem tudo a ver com o amor, com paz, com paz mundial...

Plateia: Risos

Ivan: Ah, já é.... Essa eu tenho que tomar uma água... Você nao vai pegar o violão do Anitelli?

Vinicius: Não, hoje nao quebrou a corda do meu..

Diego: Infelizmente... Infelizmente não quebrou a sua corda hoje...

Ivan: Semana passada quebrou... nao quebrou uma corda gente, quebrou o violão inteiro...

Vinicius: Éh...

Ivan: Gente ele fez assim óh...

Diego: Porque ele nunca troca a corda, a gente fica "troca a corda, troca a corda"

Ivan: Ai eu olhei e falei assim: "mas você vai continuar tocando?", Ele disse.... porque tinha umas seis cordas quebradas... São seis né?

Vinicius: São...

Ivan: Não tava tocando nada... Então.. Bis vai gente.

Platéia: Bis!!!

Ivan: Ah, eu não tinha preparado nada...

Platéia: lá, lá, lá (Musica do Programa Silvio Santos)

Ivan: Ai... a pessoa quer provar que é nova né... Bom, eu não vou dizer nada. Não, eu vou dizer sim gente, antes de continuar, eu queria dizer que eu estou em cartaz com a 'Sessão da Tarde, ou você nao Soube me Amar', la no 'Teatro Folha'...

Vinicius: Sempre que a gente vai em show eu faço alguma coisa, você já percebeu, no outro dia com vocês lá?

Ivan: Éh, e o Vinicius vai estreiar amanha, de Batata...

Vinicius: Vai ser o Batata que nao vai ser gordo desta vez

Ivan: Ai gente, mas não podia ter falado, será que podia?

Vinicius: Podia...

Ivan: Podia né... Éh, só tem quando? Não éh.. eu estou em cartaz lá com o Sessao da Tarde... Você está em cartaz com alguma coisa?

Pericles: Não

Ivan: Ah, na verdade eu só estou em cartaz com isso na verdade....

COME ON HOME


COME ON HOME

(Ben Watt/Tracey Thorn - "Everything But The Girl”)


Baby come home, I miss the sound of the doo

Your step on the stair’s not there to wake me no more

And every day~s like Christmas Day without you

It’s cold and there’s nothing to do

And it’s mighty quiet here now that you’re gone

I’ve been behavind myself for too long

‘Cause I don’t like sleeping

Or painting the town on mey own

Or painting the town on my own

So please come on home, come home, com home

Baby come home

Baby, what’s keeping you all this time

You’re wasting your days out there in the sunshine

And who ca I turn to if you believe still

That England don’t love you and she nerver will

For it’s mighty quiet here now that you’re gone

And I’ve been behavind myself for too long

I don’t like sleeping

Or watching TV on my own

So please come home, come, home, come home

15ª FALA:

Ivan: Rogério Matias!!! Essa música... Fiquei pensando...Tudo que eu pensava assim, o que eu vou colocar no show, essa música, aquela, e essa música em especial, eu não sei se vocês conhecem, essa música chama-se, ‘Come Home' é de uma dupla inglesa, 'Everything But The Girl'.

Elias: Ivan!!”

Ivan: Oi!!

Elias: Você não esta mandando a gente pra casa não né?

Ivan: Eu to!

Elias: Agora? Já?

Ivan: Quase gente, o que eu posso te dizer?

Elias: Aperta o cinto...

Ivan: Então, infelizmente (...) não, eu queria dizer, alias eu queria avisar vocês exatamente sobre isso, "O Pensamento Novo" eu estou proibido de cantar, infelizmente. Mas é questão de direito autoral, é questão, porque é uma obra inteira, e o compositor, ele esta, pediu pra eu, encaricidamente pra eu não tocar por um tempo até ele resolver as questões da peça dele, e ‘bababa’, quem sabe mais pra frente eu canto um dia.

Platéia: Canta outra então

Ivan: É eu vou cantar outra, da Maria Alcina... Aliás, ela esteve aqui, deve estar aqui no mês que vem...

Vinicius: Canta a música do phinoquio aqui.

Ivan: Éh, eu gosto... Éh, aquele coisa... Vamos lá, nas mãos, ai...

Nabia: Aquela coisa das mãos?

Ivan: Aquela coisa das mãos... Nabia Vilela não me exponha nesse momento...



QUASE SEM PARAR

(Ivan Parente)

Bem, entenda que é preciso resolver.

Bem, entenda!

Bem, entendam os meus passos circulares.

Então, bem, entenda!

Claramente sei que quase sempre eu escondo até as sombras.

Meu caminho, olhem, já é longo.

Não seria seguro confiar em ninguém.

E eu vivo a andar.

A procurar.

Conselhos eu guardo no bolso.

Que entendam a gosto!

Eu não vou parar.

Bem, entenda as pausas longas do meu texto.

Então, bem, entenda!

Bem, entenda as entrelinhas do silêncio.

Então, bem, entenda!

Difícil é achar palavras tão sensíveis que não expressem tanta dor.

É simples ser de fato mais sensato e ser direto sem medo de ser o que sou.

E eu vivo a andar.

A procurar.

Conselhos eu guardo no bolso.

Que entendam a gosto!

Eu não vou parar.

Quase sem parar eu vivo a procurar.

Conselhos eu guardo no bolso.

Que entendam a gosto!

Eu não vou parar.


1995


16ª FALA:

Ivan: Eu queria agradecer a presença de todos...

Fernando/Platéia: Ahhhhh

Ivan: Fernando... Ai esse Anitelli

Ivan: Não, vocês têm tempo, mas eu não tenho nem o que tocar gente... Que horas que são?

Platéia: “Cinco para as Onze” (...)

Ivan: Que isso?

Fernando: Canta Arco-Íris de novo vai.

Ivan: Éh né, o Arco-Íris, mas vocês cantando junto: ‘Estou presooo!!” Canta alto pra eu ouvir, mas vocês contando junto, mas não desafina... Anitelli a gente precisa de você... Ah não, puta, sem o Anitelli....

Fernando: Não precisa...

Ivan: Não precisa de você Anitelli?? Então não vou tocar

Fernando: Não, você falou a gente não precisa, eu ia falar não, mas precisa vai...

Ivan: Aêêê .... Ah não vai sem ouvir Anitelli, mas só que não vai ter o solo do párarara... alguém faz da platéia ok?

Fernando:Faz com a boca.

Ivan: Óh aqui o pessoal falou que faz, que (......) vamos lá.....